A paixão do Rei Salomão pela mulher inteligente

O rei Salomão é uma figura muito importante na história humana, além de um importante personagem Bíblico, ele é um ícone para os Israelenses e para os Mações.


A Bíblia conta que assim que se tornou rei ele pediu a Deus para ser sábio por causa da responsabilidade de governar um povo tão complexo. O texto sagrado conta que Deus atendeu a oração de Salomão e fez dele um homem muito articulado, grande administrador, inteligente, sábio e muito rico. Foi o rei mais próspero da história antiga de Israel, sua riqueza era tão grande que se tornou uma lenda.

Era empreendedor, fez uma parceria entre Fenícios e Egípcios para exportar o trigo do Egito usando os navios dos Fenícios, esta aliança fez com que os três povos enriquecessem muito e para selar esta aliança ele se casou com duas mulheres, a filha do Faraó e com a filha do rei Fenício (atual Líbano). Depois ele se casou com outras mulheres, filhas de reis vizinhos e nobres dos países para aonde o trigo deste acordo comercial era exportado. Além de rico, sábio e grande administrador, Salomão foi um grande amante, a Bíblia conta que ao todo ele teve mil mulheres entre esposas e amantes concubinas.

Todas estas relações comerciais seladas com casamentos e o fato de Salomão ser considerado grande amante, acabaram por gerar problemas para ele. A Bíblia relata que quando atingiu a meia idade Salomão teve sérios problemas familiares e espirituais. Mas ao final da vida ele soube se reconciliar com Deus e no livro de Provérbios capitulo cinco, deixou registrado seu amor pela mulher da sua mocidade.
   
A mulher da sua mocidade e talvez seu único e verdadeiro amor era uma moça chamada "Sulamita" que significa "pacífica" pois seu nome é derivado de "Shalam-Zion", que significa "paz para Sion". 

Existe uma história muito curiosa sobre esta moça, o texto histórico da bíblia conta que o Rei David pai de Salomão estava muito idoso e sofria de uma doença aonde seu corpo não gerava calor, e mesmo se lá fora a temperatura estivesse altíssima, David sentia fria. Então surgiu a Sunamita como funcionária do palácio real, ela dormia nua abraçada com o rei para que ele conseguisse dormir sem frio, foi então que o então na época príncipe Salomão, se apaixonou por ela.

O texto do livro Bíblico de Cantares foi uma peça musical escrita por ele mesmo para a cerimônia de casamento dos dois. Este texto revela que Salomão também tinha atributos físicos, era um homem alto e formoso.

Salomão era então o perfeito estereótipo de homem que toda mulher deseja, inteligente, bonito, poético, bem articulado, bom amante, e muito rico.

Mas é muito interessante que em alguns textos que ele escreveu sobre as mulheres, ele ressalta como o que mais chamava a sua atenção numa mulher era a inteligência.
Dois textos em especial dão bem esta toada de que ele realmente valorizava sobre tudo a inteligência da mulher.
“A mulher sábia edifica a sua casa, mas a tola derruba com as suas próprias mãos.” Provérbios de Salomão 14:1 e Mulher virtuosa quem a achará”? Provérbios 31:10.

Muitos creem que o texto revela um Salomão machista, muitos até dizem que Salomão coloca o sucesso do casamento na responsabilidade da mulher, dizendo que é a mulher que edifica a casa. Mas não era nada disso que Salomão estava falando.

Quando ele diz que a mulher sábia edifica a sua casa esta afirmação tem base na ideia por trás da própria etimologia da palavra “economia”, a palavra “economia” nasceu do grego antigo “Oico nomos” que quer dizer “administração da casa”. Convém lembrar que Salomão e antigos Gregos também eram parceiros comerciais.

É neste sentido que Salomão está falando, a mulher sábia edifica sua casa porque ela é aquela que sabe fazer a “oico nomos” isso é, a gestão da sua casa, e a faz prosperar.
Sendo assim este verso é uma exaltação a inteligência da mulher que tem competência para exercer a gestão e administração.

O outro verso mais no final do livro de Provérbios ele pergunta: Mulher virtuosa quem a achará?

A mulher virtuosa é uma mulher que concilia beleza e inteligência, a mesma inteligência que ele exalta no capitulo 14. Ao perguntar quem a achará, ele esta revelando que ele mesmo teve muitas mulheres lindas, as mais belas de seu tempo, mas o que realmente diferencia é aquela que é sábia e concilia beleza e inteligência.

Muitas vezes pensamos que na relação homem mulher, o homem repara o corpo da mulher, enquanto para a mulher a beleza não é tão primordial, muitas vezes a mulher se encanta por um homem não tão bonito, mas, que demonstre inteligência. Esta visão popular pode até ser verdade, mas Salomão está revelando que o homem, mesmo o mais rico e mais poderoso, pode num primeiro momento ser levado apenas pelos impulsos físicos e notar apenas um belo corpo feminino, mas na verdade o que realmente um homem procura é uma mulher inteligente.

A mulher com corpão desperta excitação, mas o tesão é passageiro, a mulher inteligente desperta a admiração e esta permanece para toda a vida.

Salomão que é o estereótipo de homem desejável revela que homens adoram seios e quadril, mas se apaixonam mesmo pelas inteligentes.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

"A PALAVRA E A FLECHA LANÇADA NÃO VOLTAM ATRÁS"

Um resumo do dilúvio e a arca de Noé até os dias de hoje.