O DESERTO

Andando no Deserto



Ao falarmos de deserto vem a nossa mente a imagem de dunas de areia, sol extremamente forte e escaldante, falta de água e ninguém por perto. Deserto é associado à solidão. E há momentos em nossa vida que nos sentimos sós, mesmo com pessoas ao nosso lado, parece que ninguém realmente percebe a gravidade do que estamos passando ou não compreende nossas emoções. No deserto parece que Deus não age, não nos responde, parece mesmo que Ele fica distante de nós.
Porém o deserto é necessário em nossas vidas, por isso ele existe, e às vezes temos de passar por desertos em diferentes fases de nossas vidas. Espiritualmente falando, aqueles que não têm a Cristo vivem  em desertos, pois em suas almas não há a água da Vida, estão sós, pois não possuem o Espírito de Deus neles. Para estes também há esperança, pois Deus levanta homens para pregar o evangelho do arrependimento nos desertos, como foi com João Batista. Mas, mesmo após conhecermos a Cristo, temos de passar pelo deserto em alguns momentos.
Recebemos nosso chamado no deserto.
Moisés estava com o rebanho de seu sogro no deserto, quando  ao ir um pouco pra traz onde havia o monte de Deus, o Senhor falou com ele através de uma sarça flamejante, lhe conferiu uma missão, a de salvar todo o povo de Israel, os libertando e os conduzindo para a terra prometida a seus pais. (Êxodo 3 e 4).
Algumas vezes após recebermos ao Senhor Jesus como nosso Senhor e Salvador, ficamos apenas como expectadores, apenas assistimos aos outros fazerem a obra, assistimos aos cultos, porém nós mesmos não sabemos qual é o nosso chamado, o que devemos fazer ou para onde devemos ir. Nestes momentos nossa vida espiritual parece um deserto, precisamos que os outros orem por nós, pois não confiamos em nossas orações, como se em nós não houvesse da água da vida. Mas, o que nos falta para sairmos deste deserto espiritual é entendermos o que o Senhor espera de nós, qual o nosso chamado. Para isto observe-se melhor, com certeza Deus lhe concedeu um talento, talvez o desejo de fazer algo, por exemplo: visitar enfermos nos hospitais, mas você acha que isso vem de você então não busca realizar, tem medo de não saber como fazer ou o que dizer, mas se é o Senhor quem irá te usar, não se preocupe com isto, Moisés também teve este mesmo medo e veja o que o Senhor lhe respondeu:
“Vai, pois, agora, e eu serei com a tua boca e te ensinarei o que hás de falar.” Êxodo 4:12
Preste atenção nos teus desejos e dons e siga a frente, coloque-os em prática confiando que é o Senhor quem te ensinará.
No deserto somos tentados.
Jesus, nosso mestre a quem devemos imitar em tudo, pois Ele veio para ser o exemplo e viveu coisas as quais, como Deus não precisaria viver, porém as viveu para nos dar o exemplo, como o batismo. Ele não precisava se batizar, pois o batismo é a confissão que morremos para uma vida de pecado e nascemos para uma vida com Deus, Jesus nunca pecou e, portanto, não precisaria disto.
Logo após seu batismo Jesus foi levado, pelo Espírito, ao deserto, para ali ser tentado. Jesus poderia ser tentado em qualquer lugar, porque no deserto?
 
 
Deus escolheu o deserto, justamente por aquelas características que descrevo acima, é um local quente, solitário, um lugar onde parece que Deus não está. Era necessário ter estas condições, para que a tentação viesse  em meio a uma situação adversa. Afinal ser fiel a Deus quando tudo está bem, quando estamos em um manancial, cercados por amigos e felizes, é fácil, mas no deserto nos tornamos mais frágeis, e é em nossa fragilidade que o nosso “ser secreto” é exposto, aquilo que você tem no fundo da tua alma, vem a tona. E se amares ao Senhor teu Deus, de todo o teu coração e toda a tua alma todas as promessas de Deuteronômio 30 se cumprirão em sua vida. E a prova deste amor é sendo fiel, em meio às tentações no deserto, quando Deus parece distante.
Jesus jejuou e orou no deserto e foi tentado em suas fraquezas humanas, pois não há tentação senão humana (1 Cor.10:13). O inimigo também tentou enganar ao Senhor usando a Palavra de Deus de forma a seduzir Jesus ao erro, porém nosso Mestre, conhecedor da Palavra, se esquivou de todas estas tentações usando a própria Palavra, afinal Ele é a Palavra de Deus, o Verbo que se fez carne (Jo. 1:1). Encontramos esta passagem em Mateus 4:1-11. Porém, este deve ser nosso modelo, sermos retentores do conhecimento da Palavra de Deus, para não cairmos no erro, nem em tentações disfarçadas de benção.
O deserto pode ser teu esconderijo
“E Davi permaneceu no deserto, nos lugares fortes, e ficou em um monte no deserto de Zife; e Saul o buscava todos os dias, porém Deus não o entregou na sua mão.” 1 Samuel 23:14
Quando passamos pelo deserto ganhamos uma proteção a mais, porém não percebemos isto. Davi estava temeroso quando estava no deserto e clamava ao Senhor, sentindo grande aflição ele clamava ao Senhor.Lemos seu clamor no salmo 142. Mas, ao contrário do povo de Israel que ficou 40 anos no deserto por não entender a lição, Davi compreendeu por isso o título do salmo é Masquil de Davi. Masquil é um dos termos técnicos do livro de salmos para designar uma composição poética para ensinar uma lição.  O deserto nos faz, muitas vezes, sentirmos depressão, grande aflição como Davi, mas o que muda o tempo de permanência ali é aprendermos a lição, vencermos a tentação, ouvirmos o chamado do Senhor e nos posicionarmos corretamente.
 
 
Temos de nos lembrar das promessas do Senhor, mesmo em meio a um deserto.
“Converte o deserto em lagoa, e a terra seca em fontes.” Salmos 107:35
“Os aflitos e necessitados buscam águas, e não há, e a sua língua se seca de sede; eu o SENHOR os ouvirei, eu, o Deus de Israel não os desampararei. Abrirei rios em lugares altos, e fontes no meio dos vales; tornarei o deserto em lagos de águas, e a terra seca em mananciais de água. Plantarei no deserto o cedro, a acácia, e a murta, e a oliveira; porei no ermo juntamente a faia, o pinheiro e o álamo. Para que todos vejam, e saibam, e considerem, e juntamente entendam que a mão do SENHOR fez isto, e o Santo de Israel o criou.“ Isaías 41:17-20
Seja qual for a situação a qual esteja passando, ainda que pareça que a presença do Senhor se enfraqueceu em tua vida, Ele está contigo, fazendo sombra para o sol não te queimar e sendo uma coluna de fogo a noite para não congelar. Ele prometeu estar contigo seja para passar sobre as águas ou pelo fogo, e fiel é o Senhor para cumprir todas as tuas promessas.
Melhore-se


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

"A PALAVRA E A FLECHA LANÇADA NÃO VOLTAM ATRÁS"

Um resumo do dilúvio e a arca de Noé até os dias de hoje.